A sucessão patrimonial garante a transmissão hereditária dos bens com o menor custo e sem burocracia. Inúmeras famílias brasileiras possuem bens e empresas lucrativas. Mas o que acontece quando o patriarca falece?

Sem um processo anterior de sucessão patrimonial, geralmente, a divisão do patrimônio gera desarmonia, brigas e prejuízo com a burocracia e a demora na soluções de vários pontos de impasse. Mesmo quando a divisão dos bens ocorre de forma pacífica, o inventário é tão demorado que pode comprometer a saúde das empresas e tornar as operações inviáveis.

Como a sucessão patrimonial impede que isso ocorra?

O processo de sucessão patrimonial envolve a criação de uma holding familiar. É uma nova pessoa jurídica que passará a ser a proprietária e a administrar os bens de uma ou mais pessoas físicas de uma mesma família.

Neste modelo de sucessão patrimonial, a holding é administrada por uma sociedade composta, justamente, pelos membros da família. Eles tomarão todas as decisões sobre como dispor destes bens em qualquer situação.

Fale Conosco

RECEBA O CONTATO DE UM ESPECIALISTA DA FILIAL MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ:

Com a sucessão patrimonial, o que ocorre com o falecimento do patriarca?

A sucessão patrimonial facilita a transmissão dos bens. Durante a criação da holding familiar, todas as regras de sucessão patrimonial são estabelecidas no contrato social. Assim, os herdeiros vão assumir as cotas societárias do falecido de forma rápida e sem burocracia. A sucessão patrimonial é uma solução prática e utilizada cada vez mais.

E o que aconteceria sem o planejamento da sucessão patrimonial?

Sem o planejamento da sucessão patrimonial, que envolveu a criação da holding familiar, os herdeiros teriam que esperar a conclusão do inventário, uma etapa que costuma ser bem cara. Além disso, para concluir o processo e ter a posse dos bens, precisariam pagar o ITCMD (Imposto de Transmissão de Causa Mortis e Doação), uma alíquota que pode chegar a 8% do valor total do patrimônio.

Para começar a planejar a sua sucessão patrimonial, consulte os especialistas da Fradema.